domingo, 26 de fevereiro de 2012

Os diferentes tipos de escala

A geografia é uma ciência que se preocupa em estudar o espaço em diferentes escalas, desde a escala local até ao global.

Veja os exemplos abaixo:

Escala de análise local

Configuração e organização do espaço urbano;
Infraestrutura das cidades;
Estudos socioespaciais de uma cidade;
Estudos de problemas locais (um bairro por exemplo).


Escala regional

Ocupação e a organização do espaço geográfico de uma cidade e regiões vizinhas;
Características físicas de uma região;
Redes de comunicação entre cidades e estados;
Levantamentos ambientais (qualidade das águas, poluição e etc).

Escala nacional

Ocupação e organização do espaço geográfico de um país;
Grandes conjuntos de paisagens naturais e humanizados;
Distribuição da população de um país;
Problemas ambientais.

Escala global

Distribuição dos países, continentes e oceanos;
Grandes paisagens naturais do globo;
Distribuição populacional;
Índice de desenvolvimento humano (IDH)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Tempo e clima. Qual a diferença?

Atualmente estamos habituados a ouvir no rádio, na televisão, na internet e outros veículos várias discussões acerca do tempo, clima, mudanças climáticas, previsão do tempo e etc.



Muita gente até hoje confunde os termos 'tempo e clima' tratando-os de mesma forma, como se fossem palavras semelhantes e com o mesmo sentido.


Mas se analisarmos pela ciência da climatologia, da geografia e outras disciplinas afins, perceberemos que os termos 'tempo e clima' são muito diferentes embora estejam ligados pelas funções que a dinâmica da atmosfera interage com o meio ambiente.

Entende-se por tempo, o estado momentâneo da atmosfera em uma determinada região. Por exemplo, vamos verificar o tempo em Belo Horizonte. Na previsão para hoje, o céu estará totalmente nublado, com previsão de chuva no fim da tarde. A temperatura mínima foi de 14º C e neste momento faz 19ºC, com máxima de 22º C. Isto é o que chamamos de tempo, o estado momentâneo. Amanhã o tempo poderá ser outro com mais calor e menos nebulosidade.

O clima tem a ver com as características da atmosfera observados durante um longo período, ou seja, é a síntese do tempo num determinado lugar durante um período de 30 a 35 anos.



O tempo pode mudar todos os dias, o clima não!



Fonte


AYOADE, J.O. Introdução a Climatologia para os trópicos: Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2002, 8ª ed.

Globalização / Espaço Globalizado

Aula / turmas do nono ano

Segunda metade do século XX

Fase das grandes transformações, dos progressos científicos e tecnológicos.

Revolução tecno-científica ou Terceira Revolução Industrial



Economia mundial + dinâmica e interligada

Grandes distâncias deixaram de serem obstáculos



*Globalização: fase mais avançada do capitalismo.



Crescente intensificação das trocas de mercadorias, de informações e de pessoas entre os países do mundo.

*O mundo como uma “aldeia global”



Globalização: é a integração cada vez mais efetiva entre os espaços e os países do mundo tendo como base no desenvolvimento tecnológico, nas comunicações além do desenvolvimento dos meios de transporte.



Segunda metade do século XX



Novas tecnologias = expansão das redes de comunicação.



Satélites artificiais                                            

Cabos de transmissão                                      

Fibras óticas                                                       

Rádio e televisão

Telefonia móvel e fixa

Computadores

A RTC aumentou a velocidade e a capacidade de transmissão de dados em todo o planeta.



Integração cada vez mais dinâmica do espaço geográfico mundial.



Principais acontecimentos históricos

 1492 – chegada dos europeus a América.

            1497-99 – Vasco da Gama conclui sua primeira viagem a India.

1519-21 – Primeira circunavegação da Terra por um barco da frota de Fernão de Magalhães.

            1825 – Construção da primeira ferrovia na Grã-Bretanha.

1874 – Alexander Grahan Bell inventa o telefone.

1895 – Invenção do telégrafo sem fio.

1906 – Surge o rádio.

1936 – Primeira transmissão de programa de televisão na Grã-Bretanha.

1944 – Produção industrial de aviões a jato.

1946 – Primeiro computador eletrônico.

1957 – Lançamento do primeiro satélite artificial.

1969 – Criação da Arpanet, precursora da internet.

1970 – Desenvolvimento de cabo de fibra óptica.

1971 – Criação do chip.

1980 – Surge o computador pessoal (PC).

1985 – Surge o telefone celular.

1991 – Popularização da internet.



A Terceira Revolução Industrial ou Revolução Tecno-Científica começou a alterar o panorama produtivo na década de 1970.

É fundamentada na emergência de novas tecnologias da microeletrônica e da transmissão de informações, na automatização e robotização. Seus novos ramos são computadores e softwares, telecomunicações, química fina, robótica e biotecnologia.



A mão-de-obra altamente qualificada é um fator imprescindível na Revolução Tecno-científica.