sexta-feira, 16 de maio de 2014

Águas transfronteiriças

Segue abaixo o esquema/resumo da aula sobre Águas Transfronteiriças





"As águas não possuem fronteiras"


A água é um tema de grande relevância nos dias de hoje.


As discussões públicas nos dias de hoje tem como foco:


·          Água - um bem em escassez


·          Possíveis conflitos armados


Deve-se entender a água como um bem público com benefícios compartilhados.


Existem regiões onde os rios, mares e lagos fazem fronteiras entre os países, e são chamadas de águas transfronteiriças. Essas águas precisam de acordos, senão podem gerar tensões diplomáticas e militares.


As águas que dividem países são águas compartilhadas. Qualquer obra de engenharia, por exemplo, que ultrapassa as fronteiras, precisa de acordos de cooperação entre os países envolvidos.


Exemplo: a usina de Itaipú no rio Paraná entre a fronteira do Brasil com o Paraguai.



Uma situação: se um país polui as águas, e elas passam em seguida por outro país, tem por obrigação comprometer-se com a qualidade da mesma e o consequente tratamento. Caso contrário, o país afetado pode requerer indenização (compensações) etc.


A medida que a água potável vai ficando escassa, pode haver uma competição entre os países levando ate mesmo a conflitos armados pelo controle da água.

Na imagem abaixo podemos ver que as águas da região da Bacia do Rio Paraná ultrapassa as fronteiras brasileiras e engloba regiões do Paraguai, além de estar bem próxima da fronteira com a Argentina.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário