domingo, 16 de novembro de 2014

FONTES DE ENERGIA


A formação do petróleo deve-se à alterações de matéria orgânica vegetal ou animal de origem oceânica retida no subsolo. Há mais de um século, o petróleo tornou-se indispensável. Desenvolveu um dos setores mais dinâmicos da economia capitalista – a indústria automobilística.

O petróleo, como os demais combustíveis fósseis, é também utilizado na geração de energia, produzia nas usinas termoelétricas.

O petróleo é utilizado também na industria química, como matéria-prima para a produção de plásticos, borrachas, solventes, cosméticos, medicamentos, detergentes, tintas fibras sintéticas e fertilizantes. Em outros, setores, é matéria-prima de componentes de automóveis, aparelhos eletro-eletrônicos, calçados, tecidos etc.

Gás natural: pode ser encontrado, junto com o petróleo. O gás natural possui algumas vantagens em relação ao petróleo: é menos poluente, as reservas conhecidas encontram-se bem distribuídas pelos continentes. Os EUA e a Rússia produzem quase 40% de todo o gás produzido no mundo.

Além disso, o custo de geração de energia elétrica à base do gás natural é bem menor que o petróleo, carvão e urânio enriquecido.

Carvão mineral: foi a fonte de energia básica da 1ª Revolução Industrial no século XVIII. O carvão mineral seria qualquer rocha que possua alto teor de carbono não cristalizado.

São rochas formadas pela sedimentação e decomposição, em baixas quantidades de oxigênio, de organismos vegetais soterrados há milhões e milhões de anos atrás (em torno de 300 milhões).

Dos combustíveis fósseis, o carvão é o mais poluente e o mais abundante.

Energia hidrelétrica: embora seja tradicionalmente classificada como energia limpa, não são raros os casos em que os reservatórios são fontes de emissão de gás de efeito estufa. Ao serem formados, esses reservatórios podem inundar áreas onde há muita matéria orgânica, cuja decomposição forma o metano, um gás mais poluente que o dióxido de carbono.

As hidrelétricas também provocam grande impacto sócio-ambiental:

Extensas áreas florestais são inundadas;
Desabriga populações ribeirinhas, indígenas, quilombolas e produtores rurais.


FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIA


São aquelas fontes que são renováveis, ou seja, nunca acabam, alem de não causarem grandes impactos como as fontes não renováveis.

Energia solar: não polui, é renovável e existe em abundancia em grande parte do planeta.

Entretanto, sua utilização para a geração de energia elétrica em larga escala (grandes usinas) ainda depende de avanço tecnológico para compensar economicamente.

De qualquer forma, os preços têm caído a cada ano e sua evolução para a geração de eletricidade foi surpreendente na ultima década.

Bicombustíveis

O etanol (álcool), o biodiesel e o biogás são produzidos pela biomassa. Sua grande vantagem é se menos poluente e de fontes renováveis.

Um ponto negativo é que a expansão da produção de bicombustíveis pela agricultura é responsável por 70% do consumo de água no planeta. A expansão para a produção de bicombustíveis tem ocupado terras destinadas à cultura de alimentos ou provocado desmatamentos para a ampliação da área de cultivo.

Energia eólica: o vento é um recurso energético abundantes na natureza.

Os EUA são o líder mundial no aproveitamento dos ventos. A China vem em seguida e a Alemanha é líder mundial no mercado de equipamentos para a geração de energia eólica.

O Brasil tem evoluído nos últimos anos com destaque dos estados do Ceará, Rio Grande no Norte, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


Energia geotérmica: energia que vem do interior da Terra através do calor e o transforma em energia elétrica nas usinas geotérmicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário